Postagem em destaque

CONHEÇA A CÂMARA EXTERNA DA ORDEM ROSACRUZ, AMORC

Caro Buscador, Seja bem-vindo à Câmara Externa da Antiga e Mística Ordem ROSACRUZ, AMORC! Esta modalidade de aproximação...

terça-feira, 13 de fevereiro de 2018

RITUAL PITAGÓRICO - Rosacruz


RITUAL PITAGÓRICO

Ritual realizado na primeira Convocação Ritualística dos meses de fevereiro, em Capítulos e Lojas Rosacruzes.

Atividade exclusiva para membros de Templo

Neste Ritual rende-se homenagem ao místico e filósofo Pitágoras. Ele foi um dos mestres que muito contribuíram para o Rosacrucianismo. 

Pitágoras foi um filósofo e matemático grego que nasceu em Samos entre cerca de 570 a.C. e 571 a.C. e morreu em Metaponto entre cerca de 496 a.C. ou 497 a.C. 



Pitágoras disse:

"A soma dos quadrados dos catetos é igual ao quadrado da hipotenusa."

"A melhor maneira que o homem dispõe para se aperfeiçoar, é aproximar-se de Deus."

"Ajuda teus semelhantes a levantar a carga, mas não a carregues."

  



segunda-feira, 12 de fevereiro de 2018

JUSTIÇA E EQUILÍBRIO - “aquilo que o homem semear, isto também ceifará”.



JUSTIÇA E EQUILÍBRIO

O apóstolo Paulo afirma num dos Evangelhos:  
“Pois aquilo que o homem semear, isto também ceifará”.

Habitualmente se entende que somente após a 
vida terrestre faremos um balanço de nossas ações, 
recebendo a justa recompensa, 
seja paz ou desequilíbrio.
Ocorre que não é necessário morrer para perceber 
a atuação da lei das compensações.
Reparemos o cenário da luta vulgar na Terra.
Há homens que são indiferentes às dores do próximo.
Por seu turno, eles também recebem a indiferença 
quanto às dores que experimentam.
Muitos optam pelo afastamento do convívio social.
Para esses a solidão deprimente é a resposta ao mundo.
Alguns se permitem utilizar extrema severidade 

no trato com o semelhante.
Mas também são julgados pelos outros com rigor e aspereza.
Há quem pratique, em sociedade ou em família, 

a hostilidade e a aversão.
Naturalmente encontra entre vizinhos e parentes primordialmente a
ntipatia e desconfiança.
Entretanto, muitos optam por demonstrar carinho e respeito, mesmo por desconhecidos.
Esses gestos amigos granjeiam o concurso fraterno
 até de grupos anônimos que a todos cercam.
Pequeninas sementeiras de bondade 

geram abençoadas fontes de alegria.
O trabalho bem vivido produz o tesouro da competência.
Atitudes de compreensão e gentileza estabelecem solidariedade 
e respeito, junto a nós.
Otimismo e esperança, nobreza de caráter e puras intenções atraem preciosas oportunidades de serviço, em nosso favor.
Todo dia é tempo de semear.
Todo dia é tempo de colher.
Não é necessário atravessar as portas do túmulo
 para encontrar a justiça, face a face.
A justiça revela-se no cotidiano, 
nos princípios de causa e efeito, 
em todos os instantes de nossa vida.
A justiça divina é, em última instância, 
uma lei de harmonia.
Deus criou o mundo com base em leis perfeitas, 
que regem a vida e a evolução das criaturas.
A energia que lançamos no mundo, 
seja de paz ou de desarmonia, nos pertence.
Ela até pode afetar momentaneamente os outros, 

mas sempre volta à origem, para quem a  emitiu.
Esse raciocínio evidencia o equívoco 
de pretender que Deus castiga suas criaturas.
É inconcebível imaginar Deus no papel de carrasco, 
sondando os atos de cada um de seus filhos,
 para puni-los ao menor desvio.
Ele nos dá livre arbítrio, a fim de que cresçamos 
em experiência, discernimento e compreensão.
Mas também nos dá responsabilidade por nossos atos,
 permitindo que experimentemos 
as consequências de todos eles.
Assim, se causamos desequilíbrio no universo, 
fazendo mal a um semelhante, 
devemos restabelecer o equilíbrio original,
 reparando as consequências.
 Está inteiramente em nossas mãos 
optar pela paz ou pela discórdia, 
pela saúde ou pela doença.
Se tudo o que ofertamos ao mundo a nós retorna, 
é questão de bom senso 
adotarmos um padrão de conduta  generoso e nobre.
A sementeira de ontem já foi lançada 
e hoje colhemos os seus frutos.
Não há como retornar sobre os próprios passos 
e desfazer o passado.
Mas o amanhã está inteiro por construir.
Optemos firmemente pelo bem, 
seguindo os exemplos do Cristo.
Bem rápido a vida nos dará frutos de paz e amor.
Afinal, como disse o apóstolo, 
“aquilo que o homem semear, 
isto também ceifará”.

           Fonte: blog Loja R+C Guarulhos/SP




SERVIÇO ROSACRUZ - Serviço na Senda do Misticismo


avental Rosacruz
 SERVIÇO ROSACRUZ

O que é o serviço Rosacruz?

Desde o início de nossa Afi­liação, a importância do Serviço, nos é explicada, lembrando-nos que o serviço é a marca, ou seja,  o objetivo de um Rosacruz é o serviço na Senda do Misticismo.

Prestamos um serviço quando tratamos os outros com bondade, aplicamos os princípios da ­filoso­fia  Rosacruz para auxiliar o próximo assumindo uma posição de cooperação na solução de problemas, quando temos consideração para com as pessoas, quando praticamos a paciência, quando somos tolerantes com as opiniões que divergem das nossas.

Servimos quando participamos de uma Convocação Ritualística, quando vibramos e participamos das realizações do nosso Organismo Afi­liado. Ao colocarmos um folheto da AMORC em um local que ele possa ser visto ou  quando trazemos uma pessoa para a Senda do Misticismo.

O serviço Rosacruz nos abre muitos caminhos para o aprendizado, cada cargo que ocupamos no Organismo Afiliado  é uma oportunidade de Servir e Aprender. Pintar um quadro, compor uma melodia, isto é serviço.

O sábio é aquele que aplica seus conhecimentos para o bem do próximo, é capaz de saber e fazer. O saber não é uma arma que se usa para prejudicar o próximo e sim uma ferramenta que se usa para si e para o bem do próximo.

Não deixemos que a nossa Luz seja  diminuída com a inveja, o ciúme, a crítica negativa, a intolerância, estejamos sempre prontos para servir.

Quando servimos desinteressadamente estamos empregando um dos mais importantes princípios Rosacruzes, dentre eles o da conscientização, da humildade, da Lei de AMRA

Fonte: Boletim O Alquimista - Loja R+C - Campo Grande/MS




A LEI DE AMRA E A PROSPERIDADE



A LEI DE AMRA E A PROSPERIDADE

A prosperidade está diretamente  conectada com a Lei de AMRA. O princípio fundamental desta prática é a retribuição.  Isto é, trata-se de recompensa aos  benefícios recebidos.

O conceito místico é o da compensação. Deve-se tentar proporcionar a outrem o mesmo tipo de benefício, de alegria e bem-estar que se experimentou graças à bondade de alguém ou através de bênçãos Cósmicas. O benefício que proporcionamos deve nos dar muita satisfação pessoal.


A Lei de AMRA é fundamental a todo o trabalho místico e é uma forma muito importante de promover o desenvolvimento espiritual. 

Compreendendo e aplicando a Lei de AMRA estaremos utilizando um método poderoso na condução do nosso próprio desenvolvimento espiritual. Retribuir pela Lei de AMRA ao benefício recebido, constitui-se em satisfação permanente ao seu doador.

AMRA é uma Lei maravilhosa. Sua formulação é simples e damos pouca ou nenhuma atenção a ela. No entanto, sua importância espiritual é fortemente implícita nas atividades da Antiga e Mística Ordem Rosae Crucis.


A Sinfonia da Vida é o ritmo da consciência de Deus fluindo através de nós, e não conhece limites de pensamento ou doutrina.

Sintonizar-se é juntar-se ao Coro Cósmico. O tempo vai nos fazer mestres na Grande Orquestra e, assim, vamos encontrar saúde, felicidade e abundância.

O poder Cósmico fluirá em nosso ser e se irradiará para o espaço infinito da Consciência Universal.

                                                                                         Fonte: Loja R+C Guanabara


ESTUDOS ROSACRUZ - A Senda do Autoconhecimento










FERNANDO PESSOA - ROSEACRUZ No Túmulo de Christian Rosenkreutz



ROSEACRUZ

No Túmulo de Christian Rosenkreutz

                                                    poema místico de Fernando Pessoa 

Quando, despertos deste sono, a vida,
Soubermos o que somos, e o que foi
Essa queda até corpo, essa descida
Até à noite que nos a Alma obstrui,
Conheceremos pois toda a escondida
Verdade do que é tudo que há ou flui?
Não: nem na Alma livre é conhecida…
Nem Deus, que nos criou, em Si a inclui
Deus é o Homem de outro Deus maior:
Adam Supremo, também teve Queda;
Também, como foi nosso Criador,
Foi criado, e a Verdade lhe morreu…
De Além o Abismo, Sprito Seu, Lha veda;
Aquém não há no Mundo, Corpo Seu.
II
 .
Mas antes era o Verbo, aqui perdido
Quando a Infinita Luz, já apagada,
Do Caos, chão do Ser, foi levantada
Em Sombra, e o Verbo ausente escurecido.
Mas se a Alma sente a sua forma errada,
Em si que é Sombra, vê enfim luzido
O Verbo deste Mundo, humano e ungido,
Rosa Perfeita, em Deus crucificada.
.
Então, senhores do limiar dos Céus,
Podemos ir buscar além de Deus
O Segredo do Mestre e o Bem profundo;
Não só de aqui, mas já de nós, despertos,
No sangue actual de Cristo enfim libertos
Do a Deus que morre a geração do Mundo.
III
.
Ah, mas aqui, onde irreais erramos,
Dormimos o que somos, e a verdade,
Inda que enfim em sonhos a vejamos,
Vemo-la, porque em sonho, em falsidade.
Sombras buscando corpos, se os achamos
Como sentir a sua realidade?
Com mãos de sombra, Sombras, que tocamos?
Nosso toque é ausência e vacuidade.
Quem desta Alma fechada nos liberta?
Sem ver, ouvimos para além da sala
De ser: mas como, aqui, a porta aberta?
Calmo na falsa morte a nós exposto,
O Livro ocluso contra o peito posto,
Nosso Pai Rosacruz conhece e cala.”


PORTAL DA CABALA - Mini-aula de Torá - Conexão (19) O TEMPLO

10 a 17/02/2018
Conexão da Semana: O TEMPLO      

A conexão desta semana fala sobre a construção de um tabernáculo: a arca da aliança, e tudo com que ela se relaciona. E assim aparece: “E me farão um santuário e morarei entre eles”. A construção da frase é significativa, uma vez que ela indica que o Eterno não morará apenas no tabernáculo, mas sim entre "eles", os homens. E isto é muito importante de se entender.

Afinal, quantas não são as pessoas, das mais diferentes religiões, que se tornam espiritualizadas ao chegar em suas igrejas, sinagogas e mesquitas, e assim que deixam seus santuários se esquecem por completo da dimensão do sagrado em suas vidas?

Por isso, a idéia mais importante presente no texto está na construção de nosso templo. Nossa casa, o trabalho, os amigos, a família e principalmente, nosso próprio corpo, são importantes santuários para a moradia do sagrado.

Que nesta semana possamos re-construir o nosso templo e, assim, incluir a dimensão do sagrado em cada momento de nossa existência. Principalmente no AQUI, AGORA.

Shalom!

Atenção: Dia 16 o Portal da Cabala completa 13 anos de  vida. Comemoraremos juntos em nosso ritual de shabat online.
 A seguir a mini-aula da semana.


[]s Ian Mecler.

Aguardem: Próxima semana, novo estudo 

Conexão - VOCÊ É O QUE VOCÊ PENSA