Postagem em destaque

CONHEÇA A CÂMARA EXTERNA DA ORDEM ROSACRUZ, AMORC

Caro Buscador, Seja bem-vindo à Câmara Externa da Antiga e Mística Ordem ROSACRUZ, AMORC! Esta modalidade de aproximação...

sábado, 28 de setembro de 2013

PORTAL DA CABALA Mini-Aula de Torá Conexão: 05


Conexão da Semana: A BOA SORTE

                                                  28/09 a 05/10/2013  
     
A porção da Torá desta semana conta a história de amor entre Isaac e Rebeca. Abrahão pede ao servo para buscar  uma esposa para Isaac. Ele estava preocupado, porque o servo poderia voltar sozinho ou trazer uma mulher que não fosse do agrado de seu filho. No entanto, o servo chega acompanhado de uma linda e afetuosa mulher, pela qual Isaac se apaixona a primeira vista. E Rebeca se tornaria uma grande alegria na vida de Isaac. Teria sido sorte?

Analisando a situação, iremos observar que Abrahão era um homem com grande desejo de compartilhar. Escolheu criteriosamente seu servo mais querido para buscar uma esposa para o filho. Isaac, por sua vez, estava orando, em profundo estado meditativo, quando avistou Rebeca pela primeira vez. Haveria receptor melhor para se encontrar um grande amor?     

A conexão desta semana nos traz sorte. Porque no momento em que compreendemos o quanto somos parte integrante de tudo aquilo que nos acontece, ficamos prontos para re-escrever o roteiro de nossa vida.  
Shalom!

 Para assistir a aula sem problemas clique no PAUSE do vídeo 
     até que ele esteja carregado.


A aula está abaixo.

[]s Ian Mecler.

Mini-aulahttp://www.youtube.com/watch?v=FNr6ZbT_2yo


Aguardem: Próxima semana, Conexão e mini-aula 06 - O bem e o mal

        

LEI DE AMRA


“Conforme deres, assim receberás”.

Divulgação Rosacruz Jequié:
obuscador.divulga@gmail.com

O BUSCADOR

O BUSCADOR




Divulgação Rosacruz Jequié:
obuscador.divulga@gmail.com


sexta-feira, 27 de setembro de 2013

KHALIL GIBRAN - Pensamento

KHALIL GIBRAN - Pensamento


EVOLUÇÃO-EXPANSÃO DA CONSCIÊNCIA


                    EVOLUÇÃO - EXPANSÃO DA CONSCIÊNCIA
                                                        UMA PEQUENA HISTÓRIA


 A natureza tem escrito, em todas as épocas, as mais importantes histórias misteriosas, deixando ao Homem a descoberta desses enigmas.
Assim, ocultou o mistério do renascimento na vida da pequena e humilde lagarta.


Embora possamos pesquisar as estrelas e galáxias, com todos os meios de que a ciência dispõe, acabaremos por verificar que as maiores leis místicas e princípios cósmicos se ocultam em pequenas coisas e seres, como no caso da lagarta, em nosso quintal.

Em seu corpo há um poder, um fenômeno de explicação impossível pelo homem comum: o poder do renascimento, ou, mas concretamente, a metamorfose de uma lagarta rastejante em borboleta colorida e alada.


As ações e reações básicas da lagarta não são muito diferentes das do homem comum: ela nasce, vive em seu pequeno mundo, sente fome, calor e frio, manifesta medo e procura alimento, sol e segurança, como todos nós.

Imagine-se por um momento no mundo estreito da pequena lagarta: ela só tem consciência de suas próprias necessidades físicas, de seu bem-estar ou mal-estar. Seu alcance visual vai a poucos centímetros, seu mundo é terra, pedras e folhagens. Seus sentidos a impelem na direção daquilo que é seu alimento, seu único impulso para saciar um apetite incontrolável. Para ela, sua consciência se limita a essa existência; nada mais existe.


Se nós pudéssemos nos comunicar com ela e dizer que em breve ela criaria asas e poderia voar num grande mundo colorido de luz e lindas flores, um paraíso que jamais poderia sonhar, em contraste com a terra onde se arrasta, liberta do chão raso para esvoaçar feliz em outro horizonte, a lagarta não poderia acreditar, e diria que estaríamos loucos.


Esta seria também a observação que faria a maioria das pessoas, preocupadas somente com a existência física e totalmente alheias à magnífica transformação que a natureza, sábia e Cósmica, planejou para todos: a expansão da Consciência, a continuidade da vida e a imortalidade da alma.
Se o homem meditar por alguns momentos sobre sua própria escala de consciência, ficará surpreso com o paralelo entre sua vida e a da lagarta.


Do mesmo modo que a lagarta não vê além das ervas, em seu pequeno universo, o Homem pode limitar sua visão à existência física cotidiana, incapaz de ver além de seu estreito horizonte mental. Existe uma dimensão cósmica, onde poderá receber as asas de uma consciência nova que nem sonha existir.


Separadas apenas pelo fenômeno que teve lugar na crisálida, lagarta e borboleta são uma só. Não houve morte, apenas transição, e isto é a manifestação de uma grande Lei.
Nossa consciência também pode ser despertada e libertar-se das limitações.
                                                                                    Fonte : www.amorc.org.br
                                                                                Divulgação Rosacruz Jequié:
                                                                              obuscador.divulga@gmail.com

domingo, 22 de setembro de 2013

FELIZ PRIMAVERA - 22 de setembro

                                         
"Há uma primavera em cada vida: é preciso cantá-la assim florida, pois se Deus nos deu voz, foi para cantar! E se um dia hei-de ser pó, cinza e nada que seja a minha noite uma alvorada, que me saiba perder...para me encontrar...."               Florbela Espanca




A primavera chegará, mesmo que ninguém mais saiba seu nome, nem acredite no calendário, nem possua jardim para recebê-la. 

...Algum dia, talvez, nada mais vai ser assim. Algum dia, talvez, os homens terão a primavera que desejarem, no momento que quiserem, independentes deste ritmo, desta ordem, deste movimento do céu. E os pássaros serão outros, com outros cantos e outros hábitos, — e os ouvidos que por acaso os ouvirem não terão nada mais com tudo aquilo que, outrora se entendeu e amou.                 Cecília Meireles





FESTA DA PIRÂMIDE - CERIMÔNIA IN MEMORIAN





Em todos os anos, numa data tão próxima quanto possível do equinócio de outono no hemisfério Norte ou da primavera no hemisfério Sul, 23 de setembro - ano R+C 3368, os Membros da Antiga e Mística Ordem Rosa e Crucis se reúnem para comemorar a construção da grande pirâmide do Egito, que os historiadores atribuem ao faraó Queóps, há, aproximadamente, 2650 anos antes da Era Cristã.


A localização e a arquitetura dessa pirâmide materializam um conhecimento prodigioso de aritmética, geometria, física, geografia e astronomia e, por isso, ela continua a ser um enigma para todos os cientistas de nossa época, constituindo um desafio à razão humana.



De acordo com a tradição Rosacruz, ela foi erigida muitos séculos antes do reinado daquele faraó, e foi um templo consagrado às iniciações praticadas nas Escolas de Mistérios egípcias. Assim, a pirâmide imortaliza até hoje o caminho iniciático que o homem deve palmilhar para elevar-se acima de sua condição atual e atingir o estado da perfeição, finalidade máxima de sua evolução. Também é na oportunidade desta Cerimônia que os Membros da Ordem Rosacruz - AMORC prestam homenagem a todos os Rosacruzes do passado.









sábado, 21 de setembro de 2013

Portal da Cabala Mini-Aula de Torá Conexão: 04


Conexão da Semana: VIVER COM INSPIRAÇÃO

                                                    21 à 28/09/2013  
     

Uma história bíblica muito difícil de se aceitar, se interpretada literalmente, é a do sacrifício de Isaac. É evidente que Deus, tendo acompanhado Abrahão por toda a sua vida, jamais iria desejar que ele sacrificasse um filho tão amado. O sacrifício exigido deveria ter algum outro significado.

Seu filho Isaac já era um homem crescido, e a família levava uma vida muito tranquila  Os dias se repetiam iguais, um após o outro. Mas para um homem devoto como Abrahão, um autêntico místico, os momentos precisam ser vividos intensamente. Pessoas assim precisam estar sempre superando obstáculos e se renovar.

Abrahão seguiu para cumprir a ordem divina. Por três dias caminhou com seu filho em direção ao sacrifício. Três dias repletos de reflexões, silêncio e amor. Assim, o ciclo de repetição foi quebrado e com o resgate do sentimento do amor, significado principal da vida, o que foi realmente sacrificado foi o modo de viver repetitivo e mecânico.

Nesta semana, influenciados por esta passagem bíblica, rompemos com tudo aquilo que esteja mecânico em nossa vida. Com esta consciência procuramos Viver com Inspiração.

Shalom!

 Para assistir a aula sem problemas clique no PAUSE do vídeo 
     até que ele esteja carregado.

A aula está abaixo.

[]s Ian Mecler.
     
VIVER COM INSPIRAÇÃO Mini-aula ....... http://www.youtube.com/watch?v=g_aKUzNHTYk

Aguardem: Próxima semana Conexão e mini-aula 05 -  A BOA SORTE

        

DIA DA ÁRVORE E INTERNACIONAL DA PAZ - 21 de setembro




No dia 21 de setembro comemora-se o dia da árvore. Essa data foi escolhida em razão da proximidade da chegada da primavera. A árvore ganhou um dia especial em virtude de sua importância para a vida humana.

Muitos pensam que a árvore que simboliza o Brasil é o pau-brasil, em razão do nome, mas esse título cabe ao ipê-amarelo.

O homem precisa ter consciência de que as plantas também são seres vivos e que levam tempo para se desenvolverem. Uma árvore leva longos anos para ficar bem desenvolvida


Essenciais para a vida, as árvores não só embelezam o planeta, como mantêm a umidade do ar. Além disso, ajudam a diminuir a poluição, produzem oxigênio, mudam a direção dos ventos, firmam o solo das encostas e também as margens dos rios.




CONTRIBUIÇÃO PARA A PAZ
                                 do livro Reflexões Rosacruzes  do  Imperator Christian Bernard
     Eu contribuo para a Paz quando me empenho em exprimir o melhor de mim mesmo
 nas relações com meus semelhantes.
     Eu contribuo para a Paz quando coloco minha inteligência e minhas capacidades
 a serviço do BEM.
     Eu contribuo para a Paz quando sinto compaixão em relação a todos que sofrem.


     Eu contribuo para a Paz quando considero todos os homens,como meus irmãos independente de raça, cultura ou religião.
     Eu contribuo para a Paz quando me alegro com a felicidade dos outros
e peço por seu bem-estar.
     Eu contribuo para a Paz quando escuto com tolerância opiniões que divergem das minhas ou mesmo que se opõem a elas.



     Eu contribuo para a Paz quando utilizo o diálogo, ao invés da força,para resolver qualquer conflito.
     Eu contribuo para a Paz quando respeito à natureza e a preservo para as gerações futuras.



Eu contribuo para a Paz quando não procuro impor aos outros
minha concepção de Deus.
Eu contribuo para a Paz quando faço da Paz a base do meu ideal e de minha filosofia…
                                                                                          Fonte - blog paz profunda

CENTRO CULTURAL ROSACRUZ - AMORC

CENTRO CULTURAL ROSACRUZ 
AMORC

O Centro Cultural, Rosacruz - AMORC é o setor da Grande Loja de Língua Portuguesa dedicado à realização de atividades culturais.

Aberto a estudantes rosacruzes ou não, e  tem como objetivo promover ações culturais relacionadas às diversas áreas do conhecimento, contudo suas atividades não representam a palavra oficial da Ordem Rosacruz - AMORC em relação aos temas apresentados.

Assim, oferece exposições, palestras, cursos e oficinas que ocorrem nos seguintes espaços culturais:
Auditório H. Spencer Lewis,
Museu Egípcio e Rosacruz,
Biblioteca Alexandria,
e Espaço de Arte Francis Bacon.

Auditório H. Spencer Lewis

Espaço de Arte Francis Bacon
Biblioteca Alexandria

Museu Egípcio e Rosacruz
 fonte: www.amorc.org.br
Divulgação Rosacruz Jequié:
obuscador.divulga@gmail.com




UNIVERSIDADE ROSACRUZ - AMORC


UNIVERSIDADE ROSACRUZ - AMORC


 A Universidade Rose-Croix Internacional da Jurisdição de Língua Portuguesa – URCI - é o órgão da Grande Loja da AMORC GLP que apoia e instrumentaliza a Instituição, dentro de suas áreas de atuação, na produção, atualização e difusão de conhecimentos, promovendo o diálogo entre seus ensinamentos tradicionais e a Ciência contemporânea, respeitando a diversidade, com reversão em serviços para a sociedade.

Desde o início do século XX a Ordem Rosacruz – AMORC mantém a UNIVERSIDADE ROSECROIX INTERNACIONAL – URCI, de caráter interno. Nesta Universidade colaboram cientistas e pesquisadores com grau de doutorado e pós-doutorado em várias áreas como Filosofia, Psicologia, Física, Biologia, Antropologia etc. Os membros da Ordem Rosacruz  - AMORC se beneficiam destas pesquisas na forma de relatórios, palestras e cursos.

MISSÃO – UNIVERSIDADE ROSACRUZ –
Universidade Rose-Croix Internacional - URCI
A Universidade Rose-Croix Internacional, URCI, é um órgão da AMORC de diálogo com a ciência, que reúne estudantes rosacruzes acadêmicos e de notório saber, visando à integração do conhecimento, contribuindo para o desenvolvimento sustentável da Ordem Rosacruz e da sociedade em geral.

Áreas de Pesquisa:
1. Medicina e Saúde
2. Psicologia
3. História e Egiptologia
4. Artes e Música
5. Ciências da Natureza e Matemática
6. Filosofias e Tradições
7. Educação
8. Ciências Sociais (aplicadas)
9. Literatura e Linguística
10. Tecnologias                                           fonte: www.amorc.org.br
                                                           Divulgação Rosacruz Jequié:
                                                         obuscador.divulga@gmail.com

domingo, 15 de setembro de 2013

PORTAL DA CABALA, Mini-Aula de Torá Conexão: 03


Conexão da Semana: AMPLIANDO A VISÃO

                                                   14 a 21/09/2013  
     

Na porção da Torá desta semana entra em cena um importante personagem, chamado Abrão. Casado com Sara, sua alma gêmea, a ele fora designada uma nobre missão. Abrão era guiado pelo Eterno e dele jamais estivera separado, mas  carregava a frustração de não ter tido um filho com a esposa amada.

A esta altura Abrão e Sara eram um casal de idosos, e ela fora estéril desde jovem. Portanto, a ideia de terem um filho em comum não fazia qualquer sentido. Mas eis que lhe aparece o Eterno:
“Olha para os céus, e conta as estrelas, se podes contá-las. Assim será tua semente. E acreditou Abrão no Eterno, e isto foi considerado como mérito.”      Gênesis 15:5

Não havia lógica que pudesse sustentar tal diálogo. Mas Abrão era um homem guiado pelo mundo espiritual e enxergava além do aparente. Por isso acreditou e atingiu a dimensão de algo improvável, mas não impossível. Porque os limites são insuperáveis apenas para quem perde a confiança na Luz do mundo infinito.

Assim, a conexão desta semana nos pede menos teoria e mais prática, porque se existe um momento certo para realizarmos as transformações que tanto almejamos, este momento é AGORA.

Shalom!

 Para assistir a aula sem problemas clique no PAUSE do vídeo 
     até que ele esteja carregado.

A aula está abaixo.

[]s Ian Mecler.

AMPLIANDO A VISÃO   Mini-aula ..........http://www.youtube.com/watch?v=BP5FrIQO1Sw

Aguardem: Próxima semana Conexão e mini-aula 04 – VIVER COM INSPIRAÇÃO

     

SARAH BRIGHTMAN - Don't Cry For Me Argentina

SARAH BRIGHTMAN 
 Don't Cry For Me Argentina

                                         

ÉTICA - Sócrates

                                           ÉTICA


Sócrates (470 – 399) AC. defendia o caráter terno de certos valores como o bem, a virtude, a justiça, o saber, e tudo deveria ser feito em função deste ideal.
Na vida privada ou na vida pública, todos tinham a obrigação de se aperfeiçoar fazendo o bem.
Dizia: “O homem sábio só pode fazer o bem, sendo as injustiças próprias dos ignorantes”.
Para Sócrates, todo erro é fruto da ignorância e toda virtude é conhecimento. Daí a importância de reconhecer que a maior luta humana deve ser pela educação e que a maior das virtudes é a de saber que nada se sabe.
Ele admirava aqueles que esculpiam imagens de pedra, pois, muito se empenhavam em fazer com que as pedras se assemelhassem aos homens, enquanto outros negligenciavam  a si mesmos e se tornavam semelhantes a pedras.
Sócrates foi condenado à morte e devia tomar cicuta (veneno), podia ter fugido da prisão, pedido clemência ou ter saído de Atenas, mas não quis. Morreu pela ética, pelos valores que acreditava.
Pensamentos de Sócrates:
“É costume de um tolo, quando erra, queixar-se do outro. 
É costume do sábio queixar de si mesmo.”
Inquirido sobre qual seria a mais forte cidade, 
respondeu: "aquela que tivesse bons homens"
Sobre qual seria a mais ordeira cidade, 
disse: "aquela cujos magistrados concordassem amigavelmente".
Qual seria a melhor cidade, 
disse: "aquela que oferecesse mais recompensas para a virtude"
Qual a cidade que viveria melhor, 
respondeu: "aquela que vivesse conforme a Lei e punisse os injustos".

quarta-feira, 11 de setembro de 2013

MEIO AMBIENTE - Carta do ano 2070 - Advertência à Humanidade


   MEIO AMBIENTE
Carta escrita no ano 2070 - narrada
( Advertência à Humanidade)

                                         

terça-feira, 10 de setembro de 2013

FRATERNIDADE

CONSTRUINDO A FRATERNIDADE


Nossa maneira de viver e pensar e o nosso comportamento para com os outros expressam a nossa compreensão e evolução individual. Somos diferentes, porque o Criador assim o quis no esquema geral das manifestações.

Essa diferença pode ser observada em todas as manifestações do Ser Divino e, em particular, na Natureza. Ninguém vive somente para si mesmo.

Cada uma das atividades diárias do homem, direta ou indiretamente, afeta uma ou muitas pessoas. É essencial cultivarmos uma compreensão de nós mesmos, do nosso ambiente e de todo o Cosmos, para sentir a alegria de viver. FRATERNIDADE é o meio ideal para interagirmos.

O que é fraternidade? Fraternidade pressupõe amizade, união, solidariedade, amor mútuo, comunicação, disposição para o trabalho e o auxílio ao próximo. Fraternidade provém do latim, pois a palavra frater significa irmão.

Entre pessoas dispostas a servir, trabalhar e cooperar em torno de ideais mais elevados, identificadas com propósitos altruísticos, que buscam o conhecimento, o emprego, a integração humana, e a solidariedade co-participativa é onde podemos encontrar essa fraternidade no relacionamento humano.


A Ordem Rosacruz, estimula o espírito fraternal na busca de valores maiores, despertando o desejo das transformações interiores e exteriores, para um mundo mais harmonizado, pacífico e em consonância com os propósitos superiores em benefício da humanidade. O espírito de fraternidade é um ideal a ser acalentado no íntimo de cada ser humano, com uma vida mais plena de realizações.

Deixamos aqui o nosso convite:

Venha participar
                             na construção da
                                                          Fraternidade!


Esta mensagem transformará sua vida 
e certamente o orientará para que encontre
o caminho da visão interior.

Fonte: www.amorc.org.br

Divulgação Rosacruz Jequié:
obuscador.divulga@gmail.com



sábado, 7 de setembro de 2013

PORTAL DA CABALA Mini-aula de Torá CONEXÃO; 02

               Conexão da Semana: A ARCA

                                              07/09 a 14/09/2013  

Chegamos a segunda conexão da Torá, onde encontramos a descrição de um período de aproximadamente mil anos, em que os descendentes de Adam e Havá (Adão e Eva) se multiplicaram pelo planeta e o mundo acabou tornando-se um lugar dominado pela corrupção e pelo roubo. E assim aparece no texto:


“E disse Deus a Noé: O fim de toda criatura veio perante mim, porque se encheu a terra de roubo por causa deles e eis que farei perecer juntamente com a terra. Faz para ti uma arca.”


O cabalista sabe que o texto da Torá é todo codificado e que está sempre nos ensinando sobre algo atual. Quando fala de um mundo a beira do colapso, fala também de algo que se dá dentro de cada um de nós.  


A conexão desta semana, influenciada por esta passagem bíblica, nos ensina a construir uma arca, para atravessarmos as dificuldades que a vida invariavelmente nos apresenta de forma contemplativa e serena.
Shalom!

Atenção: Abaixo a mini-aula de Torá da semana. 
                Também  uma prática meditativa.
obs: agradecemos à editora Record por liberar a distribuição desta meditação.

Mini-aula...........................................http://www.youtube.com/watch?v=k9LyUgJZlZo


Aguardem: Próxima semana Conexão e mini-aula 03 – Ampliando a visão

[]s Ian Mecler.